Mercado FinanceiroNotícias

Soja: cenário segue favorável para os subprodutos

soja

A segunda estimativa de safra de soja para a temporada 22/23 em Mato Grosso, trouxe mais um incremento nas expectativas de área e de produção

Por Daniele Balieiro/AGRONEWS® com informações do Imea

Desse modo, a projeção para a área que será semeada ficou estimada em 11,81 milhões de ha, aumento de 2,92% ante a safra 21/22, pautado pela valorização
do preço da oleaginosa nos últimos anos, a demanda aquecida no mercado e o cenário favorável para as cotações dos subprodutos.

Entre as regiões, com a maior competividade da soja foi é observada uma grande conversão de áreas de pastagens em agricultura, principalmente nas regiões norte e nordeste, que apresentaram expectativa de aumento de 86,70 mil ha e 78,37 mil ha, respectivamente, frente à temporada anterior. No que tange à produtividade, a estimativa inicial está em 58,58 sc/ha, indicando um recuo de 1,26% em relação aos rendimentos da safra 21/22.

Por fim, a projeção de produção da safra 22/23 foi ampliada para 41,51 milhões de toneladas de soja, representando uma alta de 1,62% ante a temporada
passada.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Mercado Financeiro

Desvaloriza: a maior disponibilidade da soja no mercado, pressionou o preço disponível em Mato Grosso, que desvalorizou 1,07% no comparativo semanal.

Contrato Corrente: o contrato corrente de soja em Chicago apresentou valorização de 1,38% no comparativo semanal, devido ao atraso na semeadura da oleaginosa nos EUA.

Soja Nacional: em função da maior oferta no cenário nacional, o preço da saca de soja no Brasil registrou queda de 0,16%, ante a semana passada.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Artigos relacionados
Mercado FinanceiroNotícias

Algodão: Imea divulga o 1° relatório da colheita da safra 21/22 em MT

Mercado FinanceiroNotícias

Soja: esmagamento do grão em MT foi recorde em 2022

Mercado FinanceiroNotícias

Milho: confira o custeio da safra 2022/23 em Mato Grosso

Diárias de MercadoNotícias

Soja: maior demanda eleva valores internos, confira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.