Mercado FinanceiroNotícias

Uruguai pretende recuperar terreno perdido na exportação de carne de frango

Ressaltando que as exportações avícolas do país na década passada ficaram marcadas por um drástico processo de entrada e saída do mercado venezuelano, o Instituto Nacional de Carnes (INAC), do Uruguai, observa que, atualmente, as exportações uruguaias de carne de frango representam menos de 5% do mercado internacional do produto, nível que considera muito baixo “tanto em comparação com os países da região, como em relação a outros produtos cárneos exportados pelo Uruguai”

Ao mesmo tempo que recomenda que se avalie toda uma série de variáveis responsáveis por essa baixa participação, o INAC sugere os mercados que devem ser considerados prioritários: China, Arábia Saudita e Hong Kong.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

“Se o acesso a esses três mercados for obtido, a participação uruguaia ascenderia desde 4% até 36%, mesmo nível registrado por exportadores relevantes como Argentina e Tailândia, cujas vendas no mercado internacional somam centenas de milhões de dólares. Em conclusão, essas três habilitações propiciariam um cenário significativamente superior ao atual”, afirma o INAC.

No final de outubro o Uruguai abriu “a primeira janela” para o mercado chinês ao ver o Governo da Região Administrativa Especial de Macau reconhecer seu sistema de inspeção sanitária. Por ora, a habilitação irá envolver apenas as exportações de carne bovina e ovina. De toda forma, já é uma abertura.

Por Avisite

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados