ClimatempoPrevisão do tempo

CLIMATEMPO 11 a 17 de janeiro 2022, veja a previsão do tempo em todo o Brasil

Assista o boletim CLIMATEMPO 11 a 17 de janeiro 2022 e veja a previsão do tempo em todas as regiões do Brasil nos próximos 7 dias.

A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) se desconfigura nesta segunda-feira, mas muitas instabilidades continuam ativas sobre o Brasil. Ainda chove forte em muitos estados e a chuva é motivo de preocupação em muitos municípios que já sofrem com a chuva desde o fim do ano passado.

Assista abaixo o Boletim CLIMATEMPO 11 a 17 de janeiro 2022

Segunda-feira começa com chuva que ainda traz problemas para o país

Este início de semana ainda será de atenção para chuva intensa em muitos estados do Sudeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil. Não se descarta o risco de chuva forte inclusive no oeste da Bahia, no Piauí e no Maranhão. A capital Belo Horizonte, a Zona da Mata Mineira e a Região Serrana do Rio ficam em perigo para chuva volumosa e frequente.

Temporais são previstos também sobre áreas do Rio De Janeiro, norte paulista, Goiás, DF e Mato Grosso. Na Grande SP o dia será marcado por algumas aberturas de sol entre muitas nuvens e pode chover com moderada intensidade, principalmente entre a tarde e a noite. Pela manhã, a chuva é fraca. A temperatura sobe em relação ao fim de semana, mas ainda é uma temperatura baixa em relação ao padrão desta época.

Por outro lado, enquanto a maior parte do país continua com chuva, no Rio Grande do Sul, o destaque é o ar seco e quente. A atuação de um bloqueio atmosférico impede o avanço de frentes frias, por isso o estado fica com muito sol nos próximos dias e as temperaturas sobem cada vez mais. Serão vários dias consecutivos com temperaturas acima da média.

Alertas meteorológicos

A situação é de perigo para chuva frequente e volumosa entre o oeste de Minas, Belo Horizonte e a Zona da Mata Mineira e a Região Serrana do Rio de Janeiro.

  • Alerta para temporais no Rio de Janeiro, norte de SP, Serra da Mantiqueira, Vale do Paraíba, sul de MT, Goiás e DF
  • Atenção para chuva forte ainda no oeste da BA, PI e MA
  • Alerta para chuva frequente e forte no litoral do PR

Belo Horizonte: previsão ainda é de muita chuva por mais 48 h

Em apenas 9 dias, o volume de chuva que caiu sobre Belo Horizonte superou a média normal para todo mês, segundo dados do Inmet – Instituto Nacional de Meteorologia. O total de precipitação acumulada do dia 1 até 9 horas dia 9 de janeiro de 2022 foi de 344,1 mm, sendo que a média histórica para este mês é de 329,1 mm.

Choveu todos os dias, desde o início do mês, mas a chuva ficou mais forte e volumosa desde o dia 7, quando a região da Grande Belo Horizonte começou a sentir a atuação de um novo evento da Zona de Convergência do Atlântico Sul.

Entre 9 horas do dia 6 e 9 horas do dia 9 de janeiro, o Inmet registrou 227,7 mm no local da estação meteorológica de Santo Agostinho, região central da capital mineira.

Entre meados da manhã do sábado, 8 e meados da manhã do domingo, 9 de janeiro, choveu 126,8 mm, o que corresponde a 39% da média de chuva para janeiro

Volume de chuva supera 400 mm nos próximos dias

A Climatempo prevê que ainda chova cerca de 100 mm sobre Belo Horizonte até o dia 13 de janeiro. Se esta projeção se confirmar, a capital mineira terminará esta semana com cerca de 440 mm de chuva acumulados.

Em janeiro de 2021 choveu 309,9 mm. Em janeiro de 2020 choveu 934,7 mm em Belo Horizonte, sendo o maior volume de chuva registrado em um janeiro, e também em qualquer outro mês, na capital mineira desde o início das medições na estação de Santo Agostinho, em 1910.

Semana começa com chuva e termina com sol

A ZCAS ainda fica bastante ativa sobre a região de Belo Horizonte nas próximas 48 horas e provoca mais chuva e que pode ser forte e volumosa. A situação ainda é de alerta até a terça-feira, 11 de janeiro

Na quarta-feira, 12, a chuva começa a diminuir e a capital mineira já terá vários períodos com sol, mas ainda não se pode descartar alguma pancada de chuva moderada a forte.

A Zona de Convergência do Atlântico Sul vai se desfazendo durante a quarta-feira e na quinta-feira, 13, Belo Horizonte já terá sol e pouca chuva.

O sol predomina na sexta-feira e a previsão é de que não chova.

São Paulo tem recorde de baixa temperatura para janeiro em 4 anos

O tempo chuvoso há vários dias fez o sol sumir de São Paulo, impedindo o aquecimento normal do ar. A passagem de uma frente fria na quinta-feira passada, 6 de janeiro, trouxe o vento frio de origem polar que derrubou de vez a temperatura.

Desde a sexta-feira, 7 de janeiro, a maior temperatura do dia na cidade de São Paulo tem marcado menos de 23°C, sendo que a média normal da temperatura máxima para um dia de janeiro é de 28,2°C, de acordo com cálculos do INMET – Instituto Nacional de Meteorologia.

Tarde mais fria de janeiro em 4 anos

A chuva apertou novamente neste domingo e a temperatura caiu mais em São Paulo. Pela medição do INMET, a temperatura máxima do dia foi de 20,8°C, por volta das 11 horas da manhã. Considerando a medição na forma automática, esta foi a menor temperatura máxima para um dia de janeiro desde 7/1/2018, quando a máxima foi de 20,1°C.

Temperatura máxima no Mirante de Santana (INMET)

  • 04/jan – 29,0°C
  • 05/jan – 26,8°C
  • 06/jan – 27,4°C
  • 07/jan – 22,8°C
  • 08/jan – 21,8°C
  • 09/jan – 20,8°C

Madrugada fria

A madrugada de segunda-feira foi muito fria. A mínima na capital fica entre 15°C e 16°C, que já são temperaturas baixas para um mês de janeiro. A média de temperatura mínima para este mês é de 19,3°C . Segundo dados do INMET, a última vez que a temperatura ficou abaixo de 15°C em um mês de janeiro foi em 30/01/2012, com 14,4°C.

Tendência

A temperatura deve ter ligeira elevação durante a tarde da segunda-feira, mas a sensação de calor mesmo só volta a partir de quarta. Na sexta, a máxima volta a se aproximar dos 30°C na capital.

Onda de calor extremo pode provocar recordes no Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul deve se preparar para uma semana de muito sol e calor intenso. A atuação de um bloqueio atmosférico vai impedir que novas frentes frias avancem pelo estado. Além disso, o estado vai enfrentar uma onda de calor, com vários dias consecutivos de calor bastante expressivo. No interior, as temperaturas ficarão até acima dos 40°C.

Bloqueio atmosférico

O que costuma trazer um refresco do calor no verão é a passagem de frentes frias com suas massas polares. Porém, nesta semana, com a atuação de um bloqueio atmosférico, a tendência é que as frentes frias fiquem bloqueadas de avançar pelo estado. Na terça-feira, 11 de janeiro, uma frente fria até se aproxima, na altura do Uruguai, mas logo é desviada para alto-mar.

A Climatempo alerta para vários dias consecutivos com predomínio de sol. Principalmente a partir de quarta(12), o vento vai soprar predominantemente do quadrante norte, fazendo com que as temperaturas subam com mais facilidade no estado.

O calor ficará acima do normal por vários dias seguidos. No interior gaúcho, as temperaturas vão ficar na casa dos 40°C, até se aproximando de 42/43°C em alguns municípios. Esse calor intenso tende a predominar até o próximo fim de semana.

Ventos

Atenção com o vento! Não há expectativa para ventos intensos que provoquem danos no Rio Grande do Sul, mas ao longo da semana há expectativa para rajadas de vento no de até 50km/h.

Recordes

E para finalizar o Boletim CLIMATEMPO 11 a 17 de janeiro 2022, com o calor intenso, há possibilidade de novos recordes pelo Rio Grande do Sul. A capital ainda não deve chegar na marca dos 40°C. A temperatura tende a ficar em torno dos 37°C na sexta-feira(14). O recorde absoluto de calor em Porto Alegre, até o momento, é de 40,6°C no dia 6 de fevereiro de 2014.

CLIMATEMPO 11 a 17 de janeiro 2022

Mais chuva no Sudeste e centro-norte do BR. Sul esquenta mais

A ZCAS (Zona de Convergência do Atlântico Sul) está desconfigurando, mas ainda deixa muitas nuvens e chuva sobre a maioria das áreas do Norte, Nordeste.

As nuvens carregadas da da Zona de Convergência Intertropical atuam na costa norte do Brasil. Um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) aumenta a nebulosidade no leste do Nordeste.

O ar seco e quente volta a ganhar força sobre o Sul do Brasil e Mato Grosso do Sul

Previsão do tempo para 11/01/2022 – terça-feira

O tempo continua muito instável, com risco de chuva volumosa e forte em muitos estados brasileiros.

A maioria das áreas do Sudeste, do Nordeste, do Centro-Oeste e do Norte, continua com grande quantidade de nuvens e condições para chuva frequente. Há potencial para alagamentos nos centros urbanos.

Em locais de SP, MG, ES, RJ, GO, TO, BA, MA, PI, PA e litoral do PR e de SC, onde já choveu muito desde dezembro, o solo está encharcado e os rios cheios. Por isso, é alto o risco de mais enchentes e deslizamentos de terra

Ainda há condições de chuva em grande parte do dia na Grande Belo Horizonte, na Zona da Mata Mineira e no interior do RJ, incluindo a região serrana.

Sol e pancadas de chuva com raios à tarde e à noite no centro, norte sul e oeste do PA, na maior parte do AM (exceto o norte do estado), AC, RO e centro-norte e oeste de MT.

Sol e chuva passageira no centro, sul e leste da BA.

Dia de sol e sem previsão de chuva no RS (exceto na serra), no oeste de SC, no oeste e sul do PR, em RR, no norte do AM, no sertão do CE, da PB, de PE, de AL, de SE e da BA

Calor aumenta no Sul ao longo da semana

Alertas meteorológicos para 11/01/2022 – terça-feira

Alerta especial: PERIGO – chuva frequente, forte e volumosa, com potencial para alagamento, região do Médio Paraíba e Serrana, no RJ, Zona da Mata Mineira, Sul de MG, região da Grande Belo Horizonte Triângulo Mineiro.

Alerta para temporais: norte de SP, Vale do Paraíba (SP), litoral norte de SP, centro-sul do RJ (inclui Grande Rio), GO (exceto no sul do estado),, DF, centro, norte, leste e oeste de MT, TO, sul do AM, RO, AC, leste e litoral do PA,

Atenção para a chuva frequente, forte e volumosa no litoral do PR, no litoral norte de SC e no Vale do Itajaí

Atenção para chuva moderada a forte, com raios e rajadas de vento: SP (exceto norte do estado, Vale do Paraíba e Litoral Norte), centro, norte e leste do PR, incluindo Curitiba (exceto litoral do PR), norte e leste de SC (exceto litoral norte de SC e Vale do Itajaí), região dos Lagos (RJ), Norte/Noroeste do RJ, sul do ES, sul do Vale do Rio Doce e Noroeste de MG, oeste da BA, sul, oeste e norte do PI, MA, litoral do CE, PA (exceto leste e litoral do estado), sul do AM (exceto região de Lábrea), sul de MT, sul de GO.

Alerta para o ar muito seco, com umidade relativa do ar entre 12% e 20% no oeste do RS.

Atenção para ar muito seco, com umidade relativa do ar entre 21% e 30% no sul, centro e norte do RS, oeste de SC, oeste e sul do PR e na fronteira de MS com o Paraguai.

Fonte: CLIMATEMPO

AGRONEWS® Informação para quem produz

Mostrar mais
Siga-nos no Google News: CLIQUE AQUI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados