DestaqueDicas de EspecialistasNotícias

Cúrcuma, 10 razões para incluir na sua dieta diária

Cúrcuma – especiaria milenar com benefícios incríveis para a saúde. As razões vão de melhora na digestão até mesmo o combate ao câncer. A cúrcuma é uma das especiarias mais antigas do mundo. Ela é mencionada em textos hindus antigos datando de mais de 4 mil anos e foi usada na medicina tradicional indiana por séculos.

A cúrcuma, também chamada de açafrão da terra, é cozida, seca e depois moída em pó fino. Ela é um rizoma que é comumente conhecido por sua forma de especiaria em pó de cor amarelo-alaranjado. Ela pode ser encontrada fresca em mercearias asiáticas, assim como o gengibre.

Cúrcuma, 10 razões para incluir na sua dieta diária

O rizoma é um tipo de caule subterrâneo que cresce horizontalmente e pode gerar raízes e folhas. Ele é comumente encontrado em plantas perenes e pode ser usado como uma fonte de alimento ou medicamento.

O nome científico da cúrcuma é Cúrcuma longa. É uma planta da família Zingiberácea, que também inclui o gengibre e a galanga. A cúrcuma é cultivada principalmente na Índia, onde é usada como especiaria e medicamento há séculos. Ela também é cultivada em outros países tropicais, como Indonésia, China e Tailândia.

Cúrcuma, 10 razões para incluir na sua dieta diária

Produção mundial

A produção mundial de cúrcuma em 2019 foi de cerca de 300 mil toneladas. No Brasil, a cúrcuma é cultivada principalmente nos estados de Bahia, Pernambuco e Alagoas, que possuem clima e solo favoráveis ​​para o cultivo da planta. A produção de cúrcuma no país tem crescido nos últimos anos, mas ainda é relativamente pequena em comparação com a produção da Índia. A cúrcuma é cultivada principalmente em pequenas propriedades agrícolas, com alguns produtores comercializando a planta em feiras e mercados locais.

A cúrcuma é cultivada principalmente na Índia, onde é a principal fonte de produção de cúrcuma no mundo. De acordo com dados do Banco Mundial, a Índia produziu cerca de 78% da cúrcuma mundial em 2019. Outros principais produtores de cúrcuma incluem:

  1. Indonésia: O país produziu cerca de 6% da cúrcuma mundial.
  2. China: A China produziu cerca de 4% da cúrcuma mundial.
  3. Tailândia: A Tailândia produziu cerca de 3% da cúrcuma mundial.
  4. Vietnã: O Vietnã produziu cerca de 2% da cúrcuma mundial.
  5. Peru: O Peru produziu cerca de 1% da cúrcuma mundial.

Como sabemos, a cúrcuma é um ingrediente fundamental em muitas misturas de condimentos usadas em cozinhas ao redor do mundo, como o curry indiano, o ras el hanout da cozinha magrebe e o colombo nas Antilhas. Além de adicionar uma bela cor a pratos de lentilhas, batatas e legumes, também oferece um sabor sutil e perfumado.

A cúrcuma também é usada como corante para tecidos e para tingir a pele em algumas culturas. Quando usada na cozinha, é importante lavar bem as mãos e enxaguar pratos rapidamente para evitar manchas.

Cúrcuma, 10 razões para incluir na sua dieta diária

A cúrcuma é uma especiaria que pode oferecer alguns benefícios para a saúde quando consumida regularmente. Ela é uma fonte de antioxidantes, que podem ajudar a proteger as células do corpo contra danos causados pelos radicais livres.

A cúrcuma também pode ajudar a reduzir a inflamação no corpo, o que pode ser útil no tratamento de algumas doenças inflamatórias, como a artrite. Então vamos conhecer as 10 principais razões para incluir essa especiaria em sua dieta diária.

10 razões para incluir a cúrcuma em sua dieta diária

A cúrcuma é uma especiaria que pode oferecer alguns benefícios para a saúde quando consumida regularmente. No entanto, é importante notar que a maioria desses possíveis benefícios ainda precisam ser confirmados por mais pesquisas. Aqui estão 10 possíveis benefícios do consumo diário de cúrcuma:

  1. Redução da inflamação: A cúrcuma pode ajudar a reduzir a inflamação no corpo, o que pode ser útil no tratamento de doenças inflamatórias, como a artrite.
  2. Proteção do coração: Alguns estudos sugerem que a cúrcuma pode ajudar a melhorar a saúde do coração, diminuindo o colesterol e a pressão arterial.
  3. Prevenção do câncer: Alguns estudos têm sugerido que a cúrcuma pode ter propriedades anti-câncer. No entanto, mais pesquisas são necessárias para confirmar esses resultados.
  4. Melhora da digestão: A cúrcuma pode ajudar a melhorar a digestão e a promover o funcionamento saudável dos intestinos.
  5. Alívio da dor: Alguns estudos sugerem que a cúrcuma pode ter propriedades analgésicas e pode ajudar a aliviar a dor.
  6. Prevenção do Alzheimer: Alguns estudos têm sugerido que a cúrcuma pode ajudar a prevenir a doença de Alzheimer, mas mais pesquisas são necessárias para confirmar esses resultados.
  7. Melhora da saúde da pele: A cúrcuma pode ajudar a tratar a acne e outros problemas de pele e pode melhorar a aparência da pele.
  8. Prevenção de doenças neurodegenerativas: Alguns estudos têm sugerido que a cúrcuma pode ajudar a prevenir doenças neurodegenerativas, como o Parkinson e o Alzheimer.
  9. Melhora do humor: Alguns estudos sugerem que a cúrcuma pode ajudar a melhorar o humor e a diminuir os sintomas de depressão.
  10. Melhora da saúde do fígado: A cúrcuma pode ajudar a proteger o fígado de danos e a promover o funcionamento saudável do órgão.

Alguns estudos também sugerem que a cúrcuma pode ter propriedades anticâncer e pode ajudar a melhorar a saúde do coração. No entanto, é importante notar que a maioria desses estudos foi realizada em animais ou em culturas de células e mais pesquisas são necessárias para confirmar esses possíveis benefícios em humanos.

Além disso, a cúrcuma pode interagir com alguns medicamentos e deve ser consumida com moderação. É sempre importante consultar um médico antes de adicionar qualquer suplemento ou especiaria à sua dieta.

Cúrcuma, 10 razões para incluir na sua dieta diária

Dieta

Não há uma quantidade ideal de cúrcuma para consumo diário, pois isso pode variar de acordo com a idade, o peso e outros fatores individuais. A cúrcuma é uma especiaria que pode oferecer alguns benefícios para a saúde quando consumida regularmente, mas também pode ter alguns efeitos colaterais se consumida em quantidades muito altas ou se tomada como um suplemento.

Veja abaixo a tabela nutricional com as principais informações sobre a cúrcuma:

Porção: 1 colher de chá (2 gramas)Valor nutricional
Calorias11
Carboidratos2 gramas
Fibra1 grama
Proteína1 grama
Gordura0 gramas
Ferro3% da IDR
Cálcio2% da IDR
Magnésio2% da IDR
Fósforo2% da IDR
Potássio2% da IDR
Vitamina C2% da IDR

Efeitos colaterais

A cúrcuma é geralmente bem tolerada quando consumida em quantidades normais na dieta. No entanto, algumas pessoas podem experimentar efeitos colaterais ao consumir cúrcuma em quantidades muito altas ou ao tomar suplementos de cúrcuma. Os efeitos colaterais mais comuns incluem:

  1. Náuseas: Algumas pessoas podem sentir náuseas ao consumir cúrcuma em quantidades muito altas ou ao tomar suplementos de cúrcuma.
  2. Diarreia: A cúrcuma pode afetar o trânsito intestinal e pode causar diarreia em algumas pessoas.
  3. Arritmia: Alguns estudos sugerem que a cúrcuma pode interagir com medicamentos para o coração e pode aumentar o risco de arritmia em algumas pessoas.
  4. Reações alérgicas: Algumas pessoas podem ser alérgicas à cúrcuma e podem experimentar sintomas como erupção cutânea, coceira e dificuldade para respirar.
  5. Interação com medicamentos: A cúrcuma pode interagir com alguns medicamentos, incluindo anticoagulantes e medicamentos para o coração. É importante falar com um médico antes de tomar suplementos de cúrcuma ou adicionar grandes quantidades de cúrcuma à dieta.

Em geral, a cúrcuma é segura quando consumida em quantidades normais na dieta. No entanto, é importante consumir a especiaria com moderação e falar com um médico antes de adicionar suplementos de cúrcuma à dieta.

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo